Prefeitura Municipal de Caeté

Painel do site
Caeté, 21 de abril de 2018 Atendimento
Você sabia? Toda as terças, a Prefeitura realiza o DSS ? Dia da Saúde e Segurança do Trabalho
Imprimir Email

Saúde

Executivo decreta a requisição administrativa da Santa Casa de Caeté

por Assessoria de Comunicação

10/04/2018 13:36

Na manhã desta terça-feira, 10 de abril, o prefeito Lucas Coelho, acompanhado por secretários municipais, vereadores e membros de sua equipe, compareceu à Santa Casa de Caeté.

O motivo da visita é a intervenção que o município passa a realizar na instituição filantrópica, a partir da data de ontem, 09 de abril, quando foi publicado no Jornal Oficial de Caeté o decreto de número 060/2018, que regulamenta o ato.

A intervenção do executivo municipal será realizada em consequência da atual situação do hospital, que além de atender aos caeteenses, também atende aos moradores de Taquaraçu de Minas e Nova União, mas atualmente tem sofrido severas dificuldades econômico-financeiras, além do movimento grevista por parte do corpo clínico, sendo que a greve realizada pelos médicos ainda perdura, causando prejuízos ao atendimento às necessidades da população em relação ao direito à vida e à saúde.

Foi anunciado à superintendência da instituição o seu afastamento temporário, previsto no decreto pelo prazo de 120 dias, período em que a gestão geral da Santa Casa será assumida pelo secretário municipal de saúde, Alisson Vítor Marques. Este prazo poderá ser prorrogado ou encurtado, de acordo com os resultados observados. O objetivo do executivo municipal ao tomar esta medida é reordenar, reorganizar e restabelecer o adequado funcionamento dos serviços prestados pela Santa Casa à população, por meio de seu reequilíbrio financeiro, cessando o atual risco de paralisação dos serviços prestados à população atendida pelo hospital.

Caso a greve do corpo médico da atual cooperativa do hospital não seja cessada em breve, uma vez que a previsão é de que isto ocorra nesta quarta-feira, dia 11, a Prefeitura já mobilizou um reforço de cinco médicos, disponibilizados pela empresa Mais Saúde, que irá prestar auxílio à Santa Casa durante o período de intervenção.

Em conversa com todo o corpo de funcionários, o Prefeito Lucas Coelho deixou claro que a ideia não é realizar a municipalização do hospital, mas ajudar a reorganizar a casa para, posteriormente, devolvê-la em ordem. “A Santa Casa está no CTI neste momento, colocando em risco a saúde da população e os empregos que gera. Hoje, estamos assumindo uma responsabilidade que até o momento não era nossa, e estamos aqui com convicção de que iremos devolver o hospital consertado, e para isso precisamos de todos vocês”, afirmou o prefeito, dirigindo-se aos funcionários da instituição.



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página